sexta-feira, 21 de julho de 2017

Perdido em meus pensamentos


Vou fumar meu último cigarro e ir dormir. - Talvez, eu esteja mais uma vez, naqueles momentos sensíveis que você vê no seu feed, pois nunca mais conversamos cara a cara. - Aliás, desde o Natal de 2007, pra ser mais exato:

- Feliz Natal, Victor!

- Feliz Natal, Paula!

Acho que eu esqueci meus cigarros, novamente, na sua casa. - Talvez, não seja trauma do cristianismo. - Senão, não estaria na tua casa para pedir meus cigarros que eu deixei na tarde passada.

Eu peço meus cigarros que eu deixei aí, pois, sinto muitas dores no estômago por conta da ansiedade e eu tenho muito medo de perder a minha mãe, como minha cabeça diz. - Eu só quero que ela não se importe com o fato de eu querer fumar um, de vez em quando. - Isso não é mal nenhum.

Aliás, acho que ninguém mais vai me chamar. - Até porque, tô com bode do Gilcimar e outra, explanei demais. - Pelo menos, fui sincero. - Maconha não faz mal pra ninguém. - É equivalente você fumar um cigarro blue, só que com um gosto particular.

Aliás, tenho medo de ter alergia às drogas, pois, como você sabe, eu gosto de drogas. - Mas quando você me conheceu, eu não era assim.

Sinto-me uma bomba relógio. - Tenho vontade de dar um tiro na cabeça, porém, não há armas. - E sinto que alguém vai morrer por causa das minhas palavras. - Mas, a ansiedade tem de entender, que ninguém se importa com o que eu digo. - Muito pelo contrário, dizem pra eu tentar me controlar.

Se estão me pedindo controle e calma, é porque não me aguentam mais me ouvir falar.

Talvez, se eu dormir, minha cabeça para de falar. - E escrever sobre você, me acalma. - Pois você, nunca me fez nada. - E me faz esquecer do vento que passou.

Eu não esqueço do estrago que ela fez em minha vida. - Mas estou disposto a esquecer. - Pois, além de ser escravidão, é obsessivo demais.

Talvez, se eu te pedir ajuda... - Você vem e devolve os cigarros que eu deixei aí.


terça-feira, 18 de julho de 2017

Medo de ser internado?!



Hoje, eu estava falando do fato do Gilson e do meu pai quando surtam, um dá soco na parede e outro, dava tapa na mesa. - E acabei falando pra minha mãe: ''Porra, eu não posso falar nada. Tenho muitas atitudes de louco. Dou socos na parede e bato a cabeça nela quando estou deprimido''.

Logo, ela falou: ''Você tá louco! Pára de bater a cabeça na parede, tá?''

Então, comecei a pensar. - Porra, eu falo demais! Minha mãe, vai acabar me internando. E do jeito que o Dória tá tratando os internados, eu tô fodido. - O que a Lilian me falou há 2 anos, não vale mais. - Aquele desgramado, está internando todo mundo num modo compulsório e os jornais acham isso lindo.

Eu não bato a cabeça na parede porque sou louco. - É porque, eu sinto muitas dores, às vezes. - E bater a cabeça na parede, ajuda a dor ir para outro ponto da cabeça. - Não sou só eu quem faço isso.

Mas, bater a cabeça e socar a parede, foram as coisas mais normais que eu já fiz em estado de depressão profunda. - Já tive surtos psicóticos, já quase enlouqueci em cima de uma cama e também, já fiz cortes profundos com gilette e com a faca.

E minha mãe não me internou.

E outra, a minha mãe não é tonta e nem burra. - Ela primeiro, vai procurar uma opinião avalizada. - E a Lilian e o Dr. Claudio, dizem que só há indícios de que a pessoa pode ser internada quando ela perde todos os sentidos e noção do que é realidade e fantasia.

Talvez eu, tenha falado isso pra minha mãe, pois desde três dias atrás, eu tô pensando em me controlar. - Já que Borderline não tem cura e quem já me fodeu, me fodeu. Não tem mais volta. - Estou pensando em ficar com a boca um pouco fechada.

Ninguém se importa se eu estou bem, se eu dormi, se eu comi, se eu estou tomando os comprimidos corretamente, ninguém me dá atenção e nem carinho. - Então, vou tentar fazer algo por mim, já que minha vida social, foi altamente prejudicada. - Vou tentar fazer as coisas simples.

É óbvio, que pensar no Tobias vai doer, pensar que você não está aqui, também, vai. - Pensar no meu pai e na família dele, vai doer mais ainda. - E outra, se eu continuar falando demais, alguém pode se matar por se sentir culpado. - E não quero esse peso na minha consciência.

A verdade dói, mas não deixa de ser verdade. - Eu chorei quando a Caroline disse:

- Vitão, você tem de parar de se importar com as pessoas que estão pouco se fodendo pra você! Você já tem 23 anos! Vai se martirizar, até quando?!

1°: O  ''Não se importam'' seria mais palatável para meu estado;

2°: Ela me chamou de velho.

Mas realmente, eles não só não se importam como estão pouco se fodendo... - O meu corpo pode estar jovem, mas pensar em coisas que já se passaram 7 anos, até mais se for contar desde a 5ª série, me faz ser velho. - E realmente, estou velho pra pensar no passado e devo pensar no futuro.

Deve ser por isso, que eu acabei soltando. - Até porque, eu preciso me acalmar!

As pessoas que querem virar crentes sempre pensam na depressão e nas drogas antes da calma. - Talvez, por isso, elas são ludibriadas. - Pois, a calma é racional.

Não dormi à tarde de novo, mas dessa vez, foi a ansiedade que fodeu. - Não foram os funks.

Mas uma coisa que eu fiquei feliz, é que a Andy vai fazer a capa do meu próximo livro, o Bookness voltou e o Widbook, também. - Então, já posso voltar a escrever no Word.

E o que eu me pergunto agora: O Bookness e o Widbook pertencem ao mesmo dono?




segunda-feira, 17 de julho de 2017

Confusão & Ansiedade!



Eu não sei porque eu fiquei ansioso e confuso dessa vez. - Porque, com o Rap Americano, o Black, como a gente chama aqui na Zona Leste, eu sempre fui familiarizado. - Talvez, eu tenha me cansado de ver o bosta do Ronald Rios, falando. - Sim, um bosta, mongo.

Tentei gostar dele, depois que eu descobri que ele era amigo da Marina Dall'Acqua, minha amiga desde 2015. - Fui até bem no começo, já não gostava dele antes, aliás. - Mas fui bem. - Ele tem opiniões políticas bem contundentes. - Porém, a inocência dele em lidar com o sistema, me assusta.

Tá certo. - Eu criticava o fato de ele ter criticado a Gazeta e o CQC. - Pois, o sistema era assim e você de alguma forma, tem de se adaptar a ele, sem criticar quem te paga o salário. - Sem saber, que meter o pau num colégio militar, é a mesma coisa. - Eles não ligam para o que você sofreu. - Eles vão continuar com dinheiro e matriculando pessoas. - Enquanto, você se fode.

Pior a Band e a Gazeta, que são empresas privadas. - Você meter o pau na Band, não importa se seu advogado diz, que você está usando o poder da sua liberdade de expressão. - Eles mijam na sua cara.

E na Gazeta, você não pode meter o pau no Edir Macedo, velho. - Até porque, a Universal do Reino de Deus, paga muita grana para a Gazeta passar os cultos. - E ele, pode muito bem pedir sua cabeça.

 Você deveria saber mais do que eu, que o Edir Macedo é um cara imperialista, Ronald. - Até porque, você nasceu no Rio de Janeiro e foi lá, que o Edir construiu seu primeiro império. - Aqui em São Paulo, ele também tem vários.

Lá perto da Lilian mesmo, na Av. São Miguel, tem uma Universal do Tamanho do Templo de São Pedro. - E na Barra Funda, tem o Templo de Salomão. - Como o Caio Fábio disse, ele está seguindo direitinho o que diz em Malaquias 3:11: ''Elevar ao Templo, até a côrte mais alta''.

Mas em Corintios, diz, que Jesus derrubou o Templo de Malaquias, pois a Lei dizimista tinha acabado e os cidadães poderiam ser livres para fazer o que quiserem. - Então, o que é do Edir Macedo, está guardado! - Só esperar um pouco.

E outra, o porte físico dele e o fato dele ter batido punheta num vídeo, me enojam um pouco. - Ele é muito gordo. - Tenho certeza, que antes de ele conversar com os caras vendidos do Rap Nacional, ele jogava LOL com os amiguinhos. - Mesmo morando no Morro do Adeus.

Talvez por isso, eu disse uma vez, que o Black, também, é uma bosta. - Mas o que eu acho bosta mesmo, é o Rap Nacional, pois, todas as letras falam de Lição de moral e só.

O Black e, as vertentes do Rock, são bem mais libertárias. - E bem mais contundentes. - Até porque, eu sou do Robrú, nego. - E sei, que os caras do Racionais, 509-E, SNJ e essas bostas todas, fazem rap por necessidade e não por paixão. - É óbvio, que eu gosto mais de rock do que de black. - Mas não acho black ruim. - Se eu achasse black ruim, não estaria ouvindo ontem o Kind of Blue e o I Wish.

Acho que eu estou precisando descansar, isso sim. - O bosta do Wellington, ligou o som no último volume e não deixou eu dormir. - E eu que pensei, que iria dormir o dia inteiro, pois, foi jogo do São Paulo contra a Chapecoense hoje. - E depois, teve o merda do Faustão falando suas besteiras.

Então, pelo menos, se eu dormir agora, não vou ficar deprimido e nem cortar os meus pulsos. - Por falar nisso, as cicatrizes estão quase nulas e minha mãe nem viu que eu tive recaídas domingo passado e nessa quinta-feira. - Graças a Deus.

E Ronald, para de se achar tão ligeiro e vai fazer um regime.

sábado, 15 de julho de 2017

Caroline



Esse é o primeiro texto que eu escrevo diretamente para uma amiga que estudou comigo no Tobias. - E não, não é a Carolzinha. - Já explicando, porque, senão o povo pensa que esse texto é pra ela. - E como todos sabem ''tenho uma história com ela de fora''. - E eu, já escrevi sobre ela de uma maneira indireta. - Até porque, se eu escrevesse diretamente, o bosta do noivo dela iria ameaçar me bater de novo.

Amor Cristão, a gente vê por aqui.

E outra, mesmo se a Carol e eu tivéssemos ficado juntos, não ia dar certo. - Não tenho nada contra crentes, mas os princípios dela são diferentes dos meus. - E não iria aguentar esperar.

Enfim, a Carol que eu tô falando, é a amiga da Emily. - A gente andava junto e morava perto, também. - Lembro-me que na briga com o Saulo, a Emily e ela, tentaram me acudir após os socos. - E após, eu bater a porra da nuca na parede.

Aquela briga, não foi culpa minha. - Foi culpa do Leonardo Osório que falou: ''O Saulo tá mexendo com você''. - E eu, inocente, bati da mesma forma e levei três sequências na cara e ainda, fui chamado de ''louco'' e ''retardado''.

Dizem que eu fui cuzão em falar com ele, um dia depois daquilo. - Por quê não falaria? Se a culpa não foi minha, nem dele? - Era só de um retardado problemático, que queria causar discórdia.

A Márcia também, é filha da puta. - Falou pro pai dele que eu era doente. - Pois bem, eu tenho motivos de ficar mais puto com o Léo e com a gorda da Márcia, do que com o Saulo. - O Saulo fez, o que qualquer um faria: Se defender. - E como dizem: ''Quem não bate apanha''.

Já alguns, dizem que eu fui louco demais por mexer com um cara de 2 metros e bombado. - Sendo que na época, até hoje, eu tenho 1,65m e sou magro. - No lugar de onde venho, é assim. O perdedor não é aquele que apanha. É aquele que se omite. - Se você der o primeiro tapa, você já é vencedor. Não importa se você apanhou após ter dado este tapa. - Aliás, Oxum já falava isso há anos.

E aquela briga me deixou feliz de uma certa forma. - Foi a primeira vez que me opus na frente de alguém. - O Jhonny já havia dado sequências em mim, mas eu apenas, fiquei em modo defensivo.

Enfim, conversamos das 18:00 até às 21:00. - Disse que estava com medo da minha mãe ver meus cortes e descobrir que eu tive recaídas. - Até fiquei pensei, será que ela não sabe? - Comentei no Face inteiro. - Ela deve saber, mas como eu disse, para ninguém contar... - Esse alguém que contou falou pra eu não saber. - Por isso, ela não fala. - Mas também, se ela soubesse, faria um escândalo.

Ela perguntou o que me deprimia... - Quis saber de tudo. - Parecia uma psicóloga profissional.

Eu como estava cansado, não queria ficar respondendo. - Mas respondi ou, tentei responder todas as suas perguntas. - ''Tentei responder'', pois, ela me fez perguntas complicadas. - Mas que serviram pra oxigenar meu cérebro. - Parecia a Lilian quando fez regressão psicológica em mim.

Mas a Lilian, fez isso de um modo que eu chorasse e, listou todos os meus erros.

É... Acho que a Carol tá lendo muito Augusto Cury. - Pelo menos, não falou de espiritismo. - Dessa coisa de religião, além de querer estar fora, eu não entendo nada de espiritismo. - Acredito em Deus e isso me basta para ser feliz.

Enfim, doeu quando ela disse: ''Você se importa muito com quem tá pouco se fodendo pra você!''. - Mas não deixa de ser verdade. - Talvez, por isso, minha cabeça pifa. - Porque apesar de eu achar o PC Siqueira mongo, eles acham o mesmo de mim. - Não importa quantas drogas eu use. - E não importa se eu transar.

Tenho consciência, de que não sou um nerd babacão, como ele. - E isso me basta! - Não fico deprimido de madrugada jogando League Of Legends e assistindo Avatar!

Já punheta, até os populares batem. Ontem falei que a Helena Ferreira fazia, mas não, Tico Santa Cruz, também, faz. - E quando o Chorão morreu, foram encontrados três filmes pornôs dentro de sua casa em Pinheiros. - Então, a punheta não se sobrepõe à ser nerd.

E outra, sou da mais baixa escala da Zona Leste. - Mesmo se eu fosse um nerd babaca, seria mais ligeiro e esperto do que aqueles, como disse a Carol: ''Filhinhos de papai que se achavam malandros''. - Já as ''Patricinhas que dão pra geral'' - Gostam da gente. - Deixa uma patricinha ver um vagabundo... - A menina abre as pernas e ainda, se molha.

Enfim, senti vontade de me cortar enquanto escrevia esse texto. - Porém, as coisas que ela me disse, me fizeram repensar.  - E no fim de tudo, minha mãe nem viu os cortes. - E quando ver, eu vou tentar explicar que não é culpa dos antidepressivos.


terça-feira, 11 de julho de 2017

Sangue




Ontem, eu tive um sonho esquisito. - Uma prostituta, morena, com cabelos longos, com aquelas blusas que as meninas da dança do ventre usavam, só que preta. - E ela, me dizia:

- Quer pegar nos meus peitos? Pode pegar.

Eu peguei e ela me disse:

- Me beija!

Eu beijei, mas eu beijei mal. - E ao invés, de ela me instruir, foi seguindo o meu ritmo lento e ruim.

Depois, nós fomos para um quarto todo mofado, escuro e esquisito. - E o meu avô estava de cama, doente:

- Vô, eu trouxe uma menina pra dormir comigo hoje, tudo bem?

- Tudo, meu filho. Assim você não fica sozinho.

Então, a gente transou. - Chegou no outro dia, a mesma menina disse, que nunca iria ficar comigo e que, mandou um primo dela no lugar. - E disse que eu, transei com o primo dela.

Mas, aquela mulher tinha peitos, buceta e não tinha gogô. - Eu sei reconhecer um travesti de uma mulher. - Era ela sim.

 Mas eu, nunca tinha visto aquela pessoa na vida. - E se fosse real, eu não transaria com o meu avô parecendo um maribundo, na cama do lado. - Não sou ordinário e nem sujo.

Porém, acho que preciso fazer sexo. - Ficar quase 23 anos virgem, é uma coisa complicada pra quem tem revolta e hormônios a serem soltos.

Porém, como a puta do sonho, disse: ''Eu nunca ficaria com você, sai fora''. - Eu escutei muito isso, na minha vida medíocre.

Enfim, eu me cortei depois de 1 ano e 8 meses. - Aliás, acho que nunca fiquei dois anos sem me cortar, desde o dia que a sua filha nasceu, até agora.

Mas não me cortei só por sua causa. - Eu tentei ficar forte quando vi a tua foto com seu filho. - Mesmo com os olhos inchados, fui para o psiquiatra e comprei coxinhas. - E consegui dormir de boa, na hora da novela da Globo.

Quando a Kathleen me xingou, também, não assumi, mas fiquei tão mal, que fechei o meu chat. - Mas ainda, consegui ficar bem. - Dormi e ainda, terminei o livro que eu tinha de terminar.

Mas domingo, foi o ápice. - Minha mãe, lembrou de coisas que eu não queria lembrar. - Comecei a lembrar do Jhonny e pensei na nossa briga de soco. - E também, lembrei o quanto ele me humilhava!

Aí, minha cabeça começou a ficar confusa, a ansiedade, começou a me dizer que eu era a mesma pessoa que fui, naquela época. - Eu não aguentei. - Ou, gritava pra acordar a minha mãe e a Gislaine. - Ou, iria atrás dos comprimidos pra tomar uma overdose. - Ou, cortava meus pulsos.

Escolhi a terceira opção. - Pois, minha cabeça encheu o saco!

Foda, vai ser quando minha mãe ver. - Ela irá gritar, ela irá dizer que os comprimidos não estão fazendo efeito e vai falar que já está com preocupações na cabeça demais.

Porém, nestes 6 anos, ela nunca entendeu, que a culpa nunca foi minha. - E também, ela não vai entender nunca, que os comprimidos são como qualquer tipo de droga. - Seja o Exilex, seja o Neopromazina. - Eles quando passam o efeito, sua vida volta a ser a mesma merda.

É como você fumar maconha, cheirar pino, tomar mescalina... - Depois do barato, vem o caro.

Já faz tempo que por mais que não concorde com a Igreja, compreendo porque os populares depois de usarem todas as drogas do mundo, vão para igreja. - Não é porque a droga vicia, não. - É pra preencher um vazio que jamais será preenchido com as drogas.

Não quero virar crente, pois, a bíblia vai contra meus princípios e porque, eu prefiro gastar R$50,00 com uma caixa de 10 maços de cigarros que eu, aproveito ao máximo dele. - Do que, pagar R$50,00 no dízimo. - Porque, só a alma preenche. Mas no muito real, você não usufrui dessa paz. - Até porque, até o fim da vida você terá problemas. - Em uma hora, você vai estourar.

E também, conversão religiosa é como uma droga. - Você sai do vício da droga física, pra ficar viciado numa droga espiritual.

Eu voltei a ter fé em Deus, pois sei, que Deus não tem culpa dos meus problemas e nem do meu destino. - E ter fé, alimenta muito a alma. Não lhe deixa vazio.

A bíblia foi escrita pelos homens que seguiam Deus. - Que no caso, são homens. - Acho que Deus, é bem mais puro que esses homens. - Deus, também, era um homem. - Era passível de erros. - Mas não errava como seus discípulos. - Talvez, errasse. Mas, não julgava os erros dos outros.

Os ateus, não devem estar errados. - Pois, Deus, como todos os homens e mulheres, morrem. - Você morrendo, não existe mais. - Mas acho, que ele esteve aqui.

Você sente a presença de Deus na tua alma, como eu sinto a presença do meu avô nos meus pesadelos e no meu coração. - A Teka, sente a presença do pai dela, pois ele, está em seu coração.

Deus é como você sentir amor à sua esposa morta. - Você sente a presença, mas ela não está mais ali. - Porém, já esteve e fez sua vida mudar pra melhor. - Fez você renascer.

E também, pensei que o Jhonny estava na merda, pois ele, já foi preso umas três vezes. - Mas não, tá com uma loira muito gostosa. - Fiquei puto por ele estar bem e eu, estar mal. - Mas também, não desejo mais o mal dos meus desafetos. - Até porque, tudo o que faço, volta pra mim.

É como aquela fábula bíblica: ''Você soca uma toalha suja no varal, imaginando que é seu inimigo particular. E quando você se cansa de socar aquela toalha, a toalha está limpa. Você foi quem ficou sujo''.

A vida se encarrega da lição. - Sempre!

A última vez, que eu desejei a morte de alguém, tive pesadelos. - E nesse pesadelo, eu enchia o meu pai de tiros. - Mas naquela época, eu estava jogando Resident Evil 4. - Estava já, com problemas para dormir. - Então, eu tirei essa história de vingança da mente. - Até porque, matar não é do meu feitio.

Se o ódio já te fere na alma, imagina, você matar alguém? - Iria sujar além da tua alma, as tuas mãos.

O que me dói não é sua felicidade. - É o fato de você não ter me escolhido para ser feliz com você.

É um pensamento\sentimento meio egoísta, eu sei. - Mas é meu modo de pensar. - E nada vai mudar.

E enquanto, a vida não tiver se encarregado da lição, vou me ferindo pra me sentir melhor. - Só faz sentido pra quem sente.







quinta-feira, 6 de julho de 2017

Fotos Instantâneas




A voz da ansiedade diz que eu vou ficar mongo como o PC Siqueira e disse, que irei ter alergia às drogas. - Porém, não quero isso. - E sei, que o quê a ansiedade diz, nunca acontece.

Pensei em me cortar, quando vi sua foto junto a seu filho, que deve pesar mais de 6KG de tão gordo. - Aliás, ele ficou a cara do pai e talvez, gordinho como ele. - Aliás, você está muito gorda para usar batas.

Desculpe-me dizer essas coisas ríspidas de você e do seu namorado. - Apenas, estou tentando me defender. - Porém, a Lilian quando fez regressão em mim, disse que não é assim que se apaga os problemas. - Apagam-se os problemas, quando você esquece.

O meu amor por você está me matando a cada dia que passa. - Às vezes, eu durmo e por um momento, te esqueço. - Às vezes, penso em outros problemas só para não te lembrar. - Mas quando te lembro, mãos, pernas e cabeça, tremem à procura de ajuda.

Eu sempre disse, que havia algo que interligava a gente. - Pois é, tem. - Você deve saber que eu estou sofrendo e que preciso sair amanhã. - Talvez, por isso, sua mente mandou você desbloquear as fotos do seu Instagram e postar em público. - Para eu ver e ficar deprimido.

O que me deixa deprimido não é sua felicidade. - O que me deixa deprimido é saber que você não está aqui e que nunca vai voltar. - E se voltar, é porque nada que você fez deu certo.

E se essa última coisa acontecer, eu estarei de braços abertos te esperando! - Pois você, é a chave para minha felicidade. - Mesmo eu não sendo mais o que eu era. - Em quesito de ''ser feliz''.

Mas não precisa vir se não for pra ficar. - Pelo menos, uma tarde ou, um dia.

sexta-feira, 30 de junho de 2017

O Partido Nazista era Comunista? (Óbvio que não!)


Hoje, parece que Deus ou, o universo, me disse pra escrever sobre o nazismo.

Ontem de manhã, li uma matéria da Billboard, se não me engano, que dizia que o Jello Biafra, é gay. - Pra quem não sabe, Jello Biafra, é o vocal dos Dead Kennedys.

Pensei: ''Um monte de punk nazi, vai se matar agora''.

Nos anos 80, os punks eram divididos politicamente, como extrema-esquerda e, os Skinheads, de extrema-direita. - Apesar de que aqui em São Paulo, tinha o João Gordo e o Clemente, que faziam discursos homofóbicos em shows ou, na frente das câmeras da Rede Globo.

Já nos Estados Unidos, tinham os punks de boutique. - Como aquele pessoal do Siouxisie & The Banshsheess, o Supla (que já morava em Nova York e acompanhava aquela cena) e, depois, veio aquela turma do post-punk. - Inspirados naquele punk de boutique.

E também, tinha as bandas punks mesmo. - O The Clash, o Dead Kennedys, o Television, os Ramones e toda essa galera, mas eles, não eram preconceituosos. - Talvez, os caras dos Misfits eram, mas deixa pra lá.

Mas hoje, tudo parece que revirou de cabeça pra baixo. - Os punks frequentam lugares nazistas e, tem até negros virando nazistas hoje em dia. - Talvez, seja por desinformação ou, pode ser mesmo preconceito com a própria cor.

Mas enfim, não é disso que eu vim falar hoje, vim falar sobre algo que eu tenho visto na internet e, que não me agradou nem um pouco: ''O Partido nazista era comunista''.

Esse povo de Direita, parece que não estudou história o suficiente pra saber que não. O partido nazista, não era comunista!

O Partido Socialista Alemão, foi feito por uns playboys da Alemanha, em 1919 para propagar ''algo democrático''. - Nos anos 30 e 40, eles propagavam a liberdade para desviar a mente do jovem para o lado deles. - É como se fosse uma lavagem cerebral, uma conversão religiosa. - Coisa que falarei, no próximo tópico.

Este partido, tinha uma influência do cristianismo muito forte. O Governo de Adolf Hitler, foi construído muito a partir do Velho Testamento Bíblico. - E eu, provarei isso:

''Morte aos judeus''. - É óbvio, que a Bíblia não propagava a morte entre as raças que eles julgavam ser inferiores, mas Corintios, nos Capítulos 16:05-20:03, fala dos Judeus de uma forma completamente ríspida. - Mas é hipocrisia pura, pois depois, da Glória do povo Hebreu, o Novo Testamento Bíblico, tem várias partes da Lei de Mozai.

OBS: A Festa da Libertação aconteceu, no dia que Jesus ressuscitou. - Na novela da Record, até passa, o dia que Jesus ressuscitou, ele dando naan para os Judeus.

Sig: naan: Um tipo de pão sírio que existe nos países do Oriente Médio.

E mais, Hitler, gostava de uma judia quando adolescente e ela, deu um fora nele. - Talvez, isso também, tenha o influenciado.

''Morte aos gays'': Isso é claramente, influência de Levítico 18:22. - Ele também, achava que os gays eram uma abominação. Por isso, foram também, para os Campos de Concentração.

''Morte aos deficientes físicos'': Também, influência de Levítico 20:24-26. - Eu até iria explicar pra vocês, porque a bíblia tinha tanto preconceito com essas três questões, mas isso, eu falo em outros textos meus e também, são motivos completamente transcendentais. Ou seja, envolvem desde a ex-mulher de Adão até anjos caídos. - Isso, você aprenderá na Cultura Hebraica. - Pois, a bíblia, é muito rasa nesses assuntos.

E tem outra também, Hitler se achava a reencarnação de Deus. - Logo, achava que tudo que havia de pecaminoso, havia de ser morto ou, destruído.

Enfim, então, ele mandou todas essas três classes de minorias religiosas e pessoais, para os Campos de Concentração. - E o resto é história, né? Algumas pessoas morreram já na Joy Division, algumas morreram nos trens e outras sobreviveram. - Hitler se suicida. - E também, ele era monobola.

OBS: Joy Division não é a banda. Era o cruzamento de algumas avenidas de Berlin, onde os soldados de Hitler estupravam as judias.

Mas a banda tem um pouco a ver com isso, também. - O Ian Curtis, curtia a estética nazista, mas ele, não era um. Tanto que, no primeiro show deles, o baixista expulsou à murros alguns nazistas.

O partido Socialista Alemão, nada mais é que um PSC ou, um PSDC. - Pegando algumas referências de partidos brasileiros. - Pois, além de ter democracia apenas no nome, eles têm bastante influência do Velho Testamento da Bíblia.

Tanto que, os caras da bancada ruralista e da bancada evangélica, que a maioria são desses partidos, querem a ditadura militar no Brasil. - Você pensa que é só agora com Marco Feliciano e com Jair Bolsonaro? - Não, não, não... Isso vem desde o Fujimori e do Régis Oliveira.  - E isso, faz o quê? 23 anos atrás, mais ou, menos.

Se realmente, o Partido nazista fosse de Esquerda, não haveria mortes de minorias, a Alemanha não seria divida em duas e também, as minorias não fariam trabalhos escravos em empresas capitalistas. Como a Coca-Cola, a Bayer, a Ford e a Volkswagen. - E isso, aconteceu no Regime nazista.

É óbvio, que a esquerda têm suas obscuridades. - Assim como a Direita, também.

Porém, é muita burrice você dizer que o partido de Hitler, era de esquerda. - Te dou um conselho, meu filho. Volta pra escola!

Ah, esqueci de falar dos negros, né? - Isso também, é influência bíblica, mas é no livro de Malaquias, que você encontrará a história de Lô. Um cara negro, pobre e agricultor, que entrega suas duas filhas para os soldados romanos para se casarem à força com um deles e serem estupradas. - E Lô, ganhou uma merreca por isso. - Até hoje, a igreja vê isso como uma história de amor e fidelidade.

Enfim, antes tarde do quê nunca, né?